Árvore na frente da casa, problema ou solução?

Árvore na frente da casa, problema ou solução?

segunda-feira, 26 de junho de 2017

“Arborização urbana”, esse termo vem sendo utilizado no decorrer dos últimos anos com uma maior frequência, que tem seu significado resumido em plantio de árvores no meio urbano. Porém diante da falta de conhecimento esse plantio vem sendo feita de forma incorreta logo ocasionando problemas ao próprio munícipe que plantou o exemplar como destruição da calçada por raízes que afloram, danos em encanamentos de água e esgoto e muitas outras situações, mas todas ocasionadas devido o plantio muito raso ou escolha errada da árvore.

Com base nessas situações mencionadas e a procura do munícipe de Monções para a remoção de árvores, a secretaria de Meio Ambiente Municipal, resolveu dar algumas “dicas” aos cidadãos.

Na arborização urbana são várias as condições exigidas de uma árvore, a fim de que possa ser utilizada sem acarretar inconvenientes, sendo que, entre as características desejáveis, destacam-se: (PIVETTA & SILVA FILHO, 2002)

1.Resistência a pragas e doenças;
2.Velocidade de desenvolvimento média para rápida;
3.A árvore não deve ser do tipo que produz frutos grandes;
4.Os troncos e ramos das árvores devem ter lenho resistente, para evitar a queda na via pública, bem como, serem livres de espinhos;
5.As árvores não podem conter princípios tóxicos ou de reações alérgicas;
6.A árvore deve apresentar bom efeito estético;
7.As flores devem ser de preferência de tamanho pequeno, não devem exalar odores fortes e nem servirem para vasos ornamentais;
8.A planta deve ser nativa ou, se exótica, deve ser adaptada;
9.A folhagem deve ser de renovação e tamanho favoráveis, já que podem causar entupimento de calhas e canalizações, quando não, danificar coberturas e telhados;
10.A copa das árvores devem ter forma e tamanho adequados ao ambiente;
11.Quanto às raízes, estas devem ser profundas, para evitar que a árvore venha a prejudicar as calçadas e as fundações dos prédios e muros.